terça-feira, 13 de dezembro de 2011

O Sumo Sacerdote Josué !?

O artigo que se segue se baseia no fantástico texto do capítulo 3 do livro de Zacarias, penúltimo livro do Antigo Testamento. Aceitemos o convite do profeta para «mergulharmos» profundamente na cena que nos é apresentada: O sumo sacerdote Josué, representante de seu povo, ao seu lado Satanás, disposto a lhe condenar e, diante deles, o Anjo do Senhor.
Para entendermos essa gloriosa visão, temos que primeiramente ler o que se encontra em Deuteronômio 30:1-3 : « Quando, pois, todas essas coisas vierem sobre ti , a bênção e a maldição que pus diante de ti, se te recordares delas entre todas as nações para onde te lançar o Senhor, teu DEUS; e tornares ao Senhor teu DEUS, tu e teus filhos, de todo o teu coração e de toda a tua alma, e deres ouvidos à Sua voz, segundo tudo o que hoje te ordeno, então, o Senhor teu DEUS, mudará a sua sorte, e se compadecerá de ti, e te ajuntará, de novo, de todos os povos entre os quais te havia espalhado o Senhor, teu DEUS.»
Agora, por favor, acompanhe resumidamente a história dos hebreus para entendermos claramente essa MARAVILHOSA visão:
Abraão foi chamado por DEUS para ser o patriarca de uma grande nação: «a nação santa, a geração eleita, o povo adquirido», o povo de DEUS.
Algum tempo depois de Abraão ter aceitado o convite divino, nasceram-lhe filhos e, a partir daí, deu-se origem ao povo hebreu, o povo da promessa.
Com o passar dos anos, eles se acomodaram, negligenciaram a DEUS e, por fim, depois de irem parar no Egito, viraram escravos ali, condição que durou por mais de 400 anos.

Moisés surgiu nessa ocasião e, guiado por DEUS, conseguiu a libertação dos hebreus.

A partir daí, um tabernáculo seria construído para simbolicamente indicar, entre outras coisas, que DEUS «habitaria» no meio de Seu povo.
Após a instituição desse santuário, foi escolhido por DEUS a pessoa que assumiria o recém criado cargo de Sumo sacerdote. Este simbolizaria a Cristo, pois entre seus atributos estaria a intercessão entre DEUS e o ser humano.
Esse sacerdote, então, deveria ser uma pessoa muito disciplinada, além de ter um caráter nobre, pois seria o representante do próprio DEUS. Até suas roupas deveriam ser puras e imaculadas, pois não poderia «entrar na presença divina», no santuário, de qualquer maneira. Até uma mitra deveria ser usada com os dizeres: «Santidade ao Senhor».
Apesar da presença divina em toda a história do povo hebreu, no decorrer das gerações, ele se distanciou gradativamente do Senhor, recorrendo até a ídolos e outros deuses.
Por negligenciarem o cuidado divino, os hebreus sofreram as consequências dessa escolha: foram muitas vezes atacados por seus inimigos e, sofreram talvez, a maior humilhação de sua história: O exílio forçado à Babilônia. Os guerreiros desse país invadiram a terra dos judeus ( hebreus ), destruíram-na, saquearam o Templo e, roubaram todos os utensílios sagrados que estavam ali.

Algumas décadas se passaram e, como se humilharam, buscando com sinceridade o perdão divino, DEUS os ouviu e, através do imperador persa Ciro, o Grande , que foi sensível à voz divina em seu coração, foram libertos e autorizados a regressarem a Israel. Apesar disso, o povo não tinha os recursos necessários para executarem as obras de reconstrução da Nação, que a ocasião exigia.

O profeta Zacarias viveu nessa época de muitas dificuldades, quando Satanás tentava vários argumentos na tentativa de desestimular e desencorajar o povo de reconstruir sua nação. E, justamente nesse momento tão difícil, ele recebeu uma extraordinária mensagem divina. Nessa fantástica visão, ele contemplou o sumo sacerdote Josué, trajando vestes imundas e impróprias, suplicando pela misericórdia divina para si e para o seu povo.
Eis que surge junto de si o próprio Satanás para resistir-lhe. O inimigo procura condená-lo por causa de seus pecados e também pelos de seu povo. Satanás deixa transparecer que Josué era indigno até de estar na presença divina por causa da imensidão de seus pecados, e assim, exigia de DEUS a condenação de toda aquela nação.

Um dos fatos que mais me chamou a atenção é que, mesmo sabendo que jamais deveria se achegar a DEUS, com as vestes impróprias ou imundas, Josué preferiu arriscar a sua vida para tentar interceder por seu povo. Ele reconhecia que não era digno, mas ainda assim, acreditava na misericórdia divina.
O sacerdote, porém, fica sem reação quando Satanás investe contra ele para o acusar. Essa, aliás, é uma das estratégias do inimigo: Quando ele não consegue vencer pela força, tenta pelo desânimo Ele quer que acreditemos que nossos pecados não tem perdão, que já fomos longe demais, que já não existe esperança para nós porque magoamos muito o coração de DEUS. Muitas vezes, erroneamente, pensamos assim também. Somos levados a acreditar que o nosso fracasso deve moldar nosso destino eterno.
Graças a DEUS, porém, que a Bíblia nos presenteia com uma de suas mais MARAVILHOSAS promessas. Leiamos juntos a fantástica mensagem que se encontra em I João 2:1
« Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo para que não pequeis. Se, porém, alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo.»
Quando a condenação do sacerdote parecia iminente, por « imposição » do próprio Satanás, eis que surge Jesus, aqui representado simbolicamente pelo «Anjo do Senhor» Temos a certeza de que se trata do próprio Cristo, pois algumas particularidades são reveladas aqui, como por exemplo: A autoridade sobre Satanás; A entrega de vestes, representando Sua justiça, ao pecador (conf. Apoc 3:18); A capacidade de retirar a iniquidade e perdoar o pecador;
Cristo não disse que amava o pecado de Josué e de Seu povo, mas que amava o pecador. Ele nem se preocupou com as vestes inadequadas do sacerdote . Para DEUS não existe pecado grande demais que não possa ser perdoado quando existe um arrependimento sincero, seguido de uma mudança genuína de atitude.
Não podemos, porém, jamais nos esquecermos de que Cristo ordenou que «tirassem as vestes imundas do sumo sacerdote», pois Ele não autoriza nem suporta o pecado. Apesar disso, Ele próprio providenciou o resgate do pecador, ao morrer pessoalmente por nós, para dar-nos uma nova oportunidade.
Para concluir, vos convido a acompanhar comigo o segundo parágrafo da página 563 do livro «Profetas e Reis» da escritora americana Ellen White: «Os assaltos de Satanás são fortes, seus enganos sutis; mas os olhos do Senhor estão sobre o seu povo. Sua aflição é grande, o fogo da fornalha parece prestes a consumi-los; mas Jesus os apresentará como o ouro provado no fogo. Suas inclinações terrenas serão removidas, para que por meio deles a imagem de Cristo possa ser plenamente revelada.»
Estimado amigo, o mesmo Senhor que intercedeu por Josué, também intercede por ti hoje. Nunca te esqueças disso: O amor divino é suficientemente grande para perdoar qualquer coração verdadeiramente arrependido, não importando o tamanho dos pecados cometidos.
Que o Senhor te abençõe e que seu desejo mais sincero seja o de proclamar: Volta Logo Jesus !

Um comentário:

  1. è forte esta postagem, parabens pelo rico conteudo deste blog, estamos vivendo a ultimas horas na terra quem tem ouvidos ouça o que o espirito diz as igrejas, deixe Deus te usar!
    faça-me tambem uma visita...

    ResponderExcluir